4 instituições que são importantes para todo caminhoneiro

04/01/2019 às 4:42 - Atualizado em 14/02/2019 às 10:35

Existem diferentes sindicatos de caminhoneiros e outras instituições que podem ser importantes para um dia a dia mais positivo. E conhecê-las pode ser muito importante para que esses motoristas mantenham seus direitos resguardados em diversas situações.

Um caminhoneiro antenado com as notícias possui muito mais representatividade em relação ao que está isolado de sua categoria. Podemos enfatizar também que essa procura por informação não deve se restringir apenas aos que possuem mais tempo de estrada.

Ou seja, para que a classe seja mais valorizada, todos devem entender que estão do mesmo lado e que possuem as mesmas entidades que seguem princípios iguais. Por tudo isso decidimos separar algumas das principais associações, uniões e sindicatos que defendem os caminhoneiros e falar um pouco sobre alguns deles.

1. ABCAM

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros, popularmente conhecida como ABCAM, é uma instituição que representa cerca de 600 mil caminhoneiros autônomos ao redor do Brasil.

Para alcançar essa grande abrangência, o grupo conta com 54 entidades filiadas, que incluem, por exemplo, os sindicatos de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

A ABCAM foi responsável por alguns avanços importantes na vida de caminhoneiros. A instituição se coloca como protagonista na luta pelo Vale-Pedágio Obrigatório, no fim da Carta-Frete como pagamento e também na batalha para que motoristas autônomos pudessem utilizar o programa do BNDES PSI Finame para financiar a compra de caminhões.

2. UNICAM

A União Nacional dos Caminhoneiros (UNICAM) possui abrangência nacional e é uma das organizações mais importantes na defesa de direitos dos caminhoneiros autônomos brasileiros.

Prova disso foi que durante a greve dos caminhoneiros deste ano, a UNICAM não assinou o primeiro acordo proposto pelo governo, no dia 24 de maio. Tal atitude visava alcançar mais garantias para os motoristas, o que aconteceu apenas alguns dias depois.

Apesar disso, a UNICAM se coloca como uma organização que busca sempre o diálogo com o poder público, proporcionando uma representatividade para a classe e a possibilidade de garantir mais direitos.

3. Sindmotoristas

O Sindmotoristas é o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo e já possui mais de 90 anos de luta pelos direitos desses motoristas.

O sindicato possui um papel importante para a classe desde os anos 40 e até hoje pressiona o Poder Público para oferecer mais direitos e suprir algumas necessidades desses motoristas profissionais.

Exemplo desse empenho foi o momento que o Sindmotoristas batalhou pelo direito de cerca de 19 mil cobradores. Esses profissionais quase foram extintos de diversas linhas de ônibus no estado de São Paulo por conta de vantagens financeiras.

4. Sindicatos municipais

Além das organizações nacionais que defendem os caminhoneiros e motoristas de forma integrada, existem os sindicatos municipais, que possuem ações pontuais e defendem os associados em cada município.

Recentemente, por exemplo, o Sindicato dos Caminhoneiros de Ourinhos (SP), organizou um movimento que contou com 100 participantes para protestar contra a reforma da previdência, que está em debate no Congresso e pode ser implementada nos próximos anos.

A importância de ter representatividade

Entender o que acontece com a classe, ver as novidades propostas pelo governo e se alinhar com outros caminhoneiros; as vantagens de conhecer alguma associação são muitas e devem ser consideradas.

Por essa razão vale a pena conversar com outros caminhoneiros e pelo menos entender o que esses sindicatos de caminhoneiros fazem todos os dias para buscar mais direitos e garantias para os profissionais das estradas.

Gostou da matéria? Comente em nosso Facebook e nos diga quais associações são importantes para o dia a dia do caminhoneiro.

 

Tags: