Vídeo: Volvo testa FMX Autônomo na mina Boliden

14/09/2016 às 11:21 - Atualizado em 27/09/2016 às 12:00

Volvo teste caminhão autônomo em uma mina subterrânea.

A Volvo Trucks está dando mais um passo importante no desenvolvimento de veículos autônomos. No próximo um ano e meio, o Volvo FMX estará sendo testado em operações regulares na mina de Boliden, em Kristineberg, norte da Suécia. A meta é estudar como essa tecnologia pode contribuir para transportes seguros e produtivos em áreas de aplicação severas com limitações geográficas.

Veja o Vídeo:

 

 

“Através de nossa cooperação com Boliden, o desenvolvimento de veículos autônomos está entrando em uma nova fase. Esta é a primeira vez que veículos autônomos estão sendo testados em operações regulares subterrâneas, e os resultados proporcionarão insumos valiosos para nossa missão permanente de transformar descobertas técnicas em benefícios práticos para clientes,” explica Claes Nilsson, presidente da Volvo Trucks.

Quando a Volvo Trucks apresentou o Volvo FMX autônomo no primeiro semestre deste ano, houve um interesse considerável na indústria. O projeto de pesquisa e desenvolvimento do qual esse caminhão faz parte revela que caminhões autônomos podem proporcionar uma contribuição significativa para o aumento da eficiência e da produtividade dos transportes. Em especial em minas, portos e outros ambientes controlados com restrições geográficas e alta proporção de direção repetitiva.

Testes 1000 metros abaixo do solo

Os testes da tecnologia autônoma em uma operação real serão realizados na mina Boliden em Kristineberg no norte da Suécia. No próximo ano, a operação crescerá gradualmente para incluir outros três veículos.

Os veículos usados nas minas são caminhões Volvo FMX de série equipados com a nova funcionalidade. O modelo é equipado com um sistema que incorpora sensores de radar/laser. Este sistema é inicialmente usado para monitor a geometria da mina e gerar um mapa da rota que o caminhão deve cobrir. A informação coletada será então usada para regular a direção, a velocidade e as trocas de marchas do veículo. A cada nova viagem, os sensores voltam a escanear a área em volta do caminhão e continuar otimizando tanto a operação quanto a rota.

 Logística otimizada para melhor produtividade

A tecnologia usada nos caminhões autônomos possibilita otimizar a logística na mina de forma totalmente diferente da atual. Os caminhões operam sem parar e, graças ao planejamento preciso das rotas e da velocidade constante, não há congestionamento, o que possibilita reduzir os tempos de carga e descarga. Durante as operações de detonação, os motoristas normalmente aguardam até que a galeria da mina seja ventilada antes de poder carregar o minério, mas com caminhões autônomos, essa limitação desaparece. Isto significa que cada caminhão pode ser usado de forma mais eficiente e realizar mais percursos de carga e descarga no mesmo período de tempo. Os veículos passam a fazer parte do sistema geral de produção da mina. Um fluxo menos conturbado de transporte a velocidades constantes também resultam em um menor consume de combustível e desgaste do equipamento.

Segurança tem a mais alta prioridade

Caminhões autônomos precisam ser, no mínimo, tão seguros e confiáveis quanto os com motoristas. Caso surja um obstáculo próximo ao caminhão, o veículo para automaticamente e a central de gestão do transporte é alertada. Dos seis sensores que compõem o sistema, dois estão permanentemente monitorando a área em volta do caminhão. Caso haja uma falha no sistema dos caminhões, eles podem ser operados remotamente da central de gestão de transporte.

 Caminhões autônomos

Testes envolvendo veículos autônomos estão entre os diferentes projetos de pesquisa e desenvolvimento estudados pela Volvo com a finalidade de deixar os caminhões mais ativos. Vários sistemas encontrados atualmente nos caminhões da Volvo Trucks, como o controle de velocidade automático (automatic cruise control – ACC), trabalham nesta mesma direção. Graças ao ritmo acelerado do desenvolvimento tecnológico de hoje, o mercado deverá ver cada vez mais soluções que oferecem níveis crescentes de suporte ao motorista. Caminhões autônomos podem gradualmente se tornar complementos importantes em operações de mineração, por exemplo, mas para transportes em vias públicas, os motoristas continuarão a desempenhar um papel importante.