Estado investe R$ 294 milhões para obra em estradas

17/03/2017 às 3:32 - Atualizado em 22/03/2017 às 3:25

Fonte: Gazeta Online
Mais de R$ 294 milhões serão investidos na implantação e na recuperação de 337 quilômetros de rodovias em todo o Espírito Santo a partir deste ano. As obras serão executadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) a partir de recursos do governo federal, em sua maioria cedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES). Elas irão beneficiar 30 municípios diretamente.
Do montante total, R$ 132.628.677 são provenientes de operações de crédito e serão destinados à conclusão de 12 obras já iniciadas. Segundo o diretor-geral do DER, Enio Bergoli, com exceção da Rodovia José Sette e da Avenida Alice Coutinho, ambas em Cariacica, as demais obras deverão ser concluídas ainda este ano.
Entre os exemplos, estão a reurbanização da Orla do Canal de Guarapari e a implantação do trecho da rodovia ES 482, que liga Cachoeiro de Itapemirim ao distrito de Coutinho, também na cidade.
“São obras prioritárias, que geram cerca de 500 empregos. Se elas continuam, os trabalhadores continuam com suas carteiras assinadas”, ressaltou o governador Paulo Hartung.
Outros mais de R$ 161 milhões serão direcionados à implantação de 24 novas vias – incluindo asfaltamento e sinalização horizontal e vertical – além da recuperação de outras cinco vias que necessitam de melhorias e da construção de 14 pontes.
Segundo Bergoli, trata-se tanto de obras que estavam paradas por falta de recursos e agora serão retomadas, quanto de novas construções. Um dos destaques é implantação da segunda fase da Avenida Leitão da Silva, em Vitória.
Uma das vias a serem recuperadas é a ES 010, entre Jacaraípe e Nova Almeida, na Serra. Na porção norte da rodovia, o trecho entre São Mateus e Guriri, com 8,5 quilômetros de extensão, será duplicado. Já no Sul, na ES 060, a ligação entre Anchieta e Piúma será revitalizada.
O orçamento é previsto apenas para este ano, sendo que em 2018 deverá haver mais investimentos. O prazo máximo para que algumas dessas obras sejam concluídas é de 24 meses, mas a expectativa, segundo o diretor do DER, é que boa parte delas já fique pronta este ano, uma vez que muitas já estão licitadas, como é o caso de 12 das 14 pontes.
Remanejamento
O montante de R$ 161 milhões é resultado da soma de recursos do Fundo Especial de Apoio ao Programa Interior Capixaba (criado no ano passado para que o DER investisse em obras no interior) e de uma reserva técnica feita a partir de operações de crédito do BNDES, a fim de garantir que as obras do contorno do Mestre Álvaro, na BR 101, na Serra, até então geridas por uma parceria entre governo estadual e federal, fossem tocadas.
No entanto, como a realização da obra passou a ser de responsabilidade integral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), o dinheiro guardado poderá ser remanejado. “Ganhamos fôlego com a possibilidade de aplicar esses recursos em novas obras”, avaliou Hartung.
O que está previsto
R$ 294 milhões para obras em estradas do Espírito Santo
Extensão
Com os investimentos, utilizados tanto para dar continuidade a 12 obras em andamento, quanto para iniciar 43 novas obras, 337 km de rodovias serão implantadas ou recuperadas no Estado
R$ 132 milhões para dar continuidade a obras em andamento
Locais
Viaduto Santa Catarina (acesso e intervenções)
Ponte sobre Rio Marinho
Transposição da Adutora da Cesan
Corredor Urbano Sudeste
Canalização do Córrego Maria Preta e implantação de ciclovia no bairro
Rodovia José Sette – intervenções complementares
Reurbanização da Orla do Canal do Canal de Guarapari
ES 137, Nova Venécia – Patrimônio da Penha
ES 482, Cachoeiro de Itapemirim – Coutinho
ES 430, trecho: Jaguaré/ entrada da BR 101 (Água Limpa)
ES 430, trecho: Anchieta (Ponte sobre o Rio Benevente) – Piúma
Construção de Posto de Policiamento em Colatina
Construção de Posto de Policiamento no distrito de Coutinho, em Cachoeiro de Itapemirim
R$ 161 milhões para novas obras
Locais
Nova Venécia: Construção de pontes na entrada da ES 137 e na entrada da ES 080
Aracruz: ES 124, Aracruz – Santa Rosa
Ponte s/ Rio Grapuama
Montanha e Pedro Canário: Ponte sobre o Rio Itaúnas
Serra e Aracruz: ES 010, entrada da ES 456 – Vila do Riacho
Vila Velha e Cariacica: Adequação Operacional e Ambiental da Leste-Oeste
Itarana: ES 484, Itarana – Rizzi
São Mateus: ES 010, São Mateus – Guriri
Vitória: ES 120, entrada da ES 080 – Aruaba – BR 101
Vitória: Avenida Leitão da Silva – 2ª Fase
Itapemirim: ES 060, Contorno de Itaipava/Itaóca – Córrego do Pinto
Ecoporanga: ES 320, Ecoporanga – Cotaxé
São Mateus: ES 315, Patrimônio do Diló – São Mateus
Rio Bananal: Entrada da ponte do Sangali, na Rod. ES 245
Marataízes: ES 060, Lagoa Caculucagem
Itapemirim: Construção da ponte no Km 19 da Rodovia ES 487 (BR-101 à Vila do Itapemirim)
Vila Velha e Cariacica: dique do Rio Jucu
Santa Teresa e São Roque do Canaã: ES 080, Santa Teresa – São Roque do Canaã
Divino São Lourenço e Guaçuí: ES 493 e ES 185, Divino São Lourenço – São Tiago
Conceição da Barra: ES 010, entrada ES 421 – Itaúnas
Vargem Alta e Domingos Martins: ES-164, Castelinho – Vargem Alta
Colatina e Marilândia: ES 248/ES 356, Colatina – Marilândia
Bom Jesus do Norte: ES 297, Bom Jesus do Norte – entrada da BR 101
Colatina: ES 446, Colatina (Bairro Luiz Iglesias) – Itaimbé
Vila Velha: ES 388, Entr. ES 060 (Barra do Jucú) – Morada da Barra
Vila Velha: ES 388, entrada da ES 060 (Barra do Jucu) – Xuri – entrada da BR 101 (Trecho Rural)
Serra: ES 010, Avenida Minas Gerais – Nova Almeida
1.950 postos de trabalho
Além da modernização da infraestrutura, as 43 novas obras em rodovias anunciadas pelo governo do Estado prometem, ainda, um outro benefício: a geração de 1.950 postos de trabalho, que serão criados gradativamente.
De acordo com o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), somente este ano 900 empregos diretos serão gerados. A orientação é de que a mão de obra local seja privilegiada, seguindo a premissa de estimular a economia nas regiões onde as obras do governo serão realizadas.
O governador Paulo Hartung lembra que a continuidade das 12 obras já iniciadas contribuirá com a manutenção de outros 500 empregos. “O desemprego é o maior desafio do nosso país e estamos conseguindo, nessa dificuldade que estamos vivendo, colocar um conjunto de obras para levar infraestrutura para nosso povo e gerar empregos e renda simultaneamente”, pontuou.
Duplicação da 262 depende de aval do Iema
Durante o anúncio do novo conjunto de obras a serem realizadas nas rodovias, o governador Paulo Hartung também assegurou que a duplicação da BR 262 – que liga o Espírito Santo à Minas Gerais – agora depende apenas do aval do Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) para ser iniciada.
“É um sonho, porque é a nossa ligação com Belo Horizonte, é nossa ligação com o Brasil central. Quando a gente pensa em infraestrutura, a gente pensa em competitividade”, enfatizou Hartung.
A duplicação da BR 262 será executada pelo departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), com investimento de R$ 120 milhões para o primeiro trecho, que vai do Km 16, na altura da ponte de Viana, até o Km 71, nas proximidades da Casa da Bica, em Domingos Martins.
O Dnit requereu a licença de instalação em 1º de fevereiro. Segundo o Iema, o prazo para a concessão do documento é de 180 dias. No entanto, como os técnicos estão dando prioridade às análises por se tratar de uma obra de utilidade pública, é possível que a licença seja liberada antes.
Fonte: PortalNTC
Tags: