Estrada sustentável

14/06/2017 às 4:30 - Atualizado em 30/06/2017 às 11:32

É um programa lançado em 2012, durante a Rio+20, na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.

O Estrada Sustentável da CCR NovaDutra foi desenvolvido ao longo dos 402 quilômetros da via Dutra, com o desafio de reunir os diversos públicos que interagem com a rodovia: municípios, empresas, terceiro setor, setor acadêmico, governos e órgão públicos e trabalha os temas: Segurança Viária, Educação, Resíduos, Mobilidade, Infraestrutura Verde, Empreendedorismo, e Saúde e Qualidade de Vida.

Segundo Carla Fornasaro, gestora de Relações Institucionais e Sustentabilidade da CCR NovaDutra, o objetivo do projeto é unir forças de todos os públicos envolvidos, para que juntos, possam dialogar e promover ações de desenvolvimento sustentável nas cidades às margens da via Dutra, e na rodovia, principal eixo que liga as duas maiores economias do Brasil: Rio de Janeiro e São Paulo.

Desde seu início, o programa realiza diversas ações ao longo da rodovia Presidente Dutra com o envolvimento de diversas entidades, setores e usuários.

Dentro do tema educação, o programa Estrada Sustentável da CCR NovaDutra possui parceria com a Universidade Paulista (Unip) e o Jacareí Rugby, agremiação patrocinada pela concessionária, no apoio a jovens entre 16 a 19 anos, com orientação vocacional para o ingresso no mercado de trabalho. O programa acontece por um período de três meses e envolve estudantes de psicologia que desenvolvem, na prática, o conhecimento em Recursos Humanos. A parceria está na formação da segunda turma de atletas, que participam de aulas sobre perfil profissional, comportamento em entrevistas de emprego e no ambiente de trabalho, testes vocacionais, entre outras atividades.

Para contribuir com a segurança viária, a concessionária com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realiza o Vou de Cinto. As ações são promovidas ao longo da via Dutra, com o objetivo de conscientizar usuários de ônibus a usarem o cinto de segurança durante as viagens. Com início no ano de 2015, no ano de 2016 foram realizadas 16 ações, com a abordagem de 7 mil motoristas e passageiros de mais de 300 ônibus. Em 2017, já foram realizadas três ações, com mais de 1.400 pessoas impactadas. O objetivo do ‘Vou de Cinto’ é ajudar a reverter uma estatística alarmante: segundo dados do Ministério da Saúde, apenas 50,2% da população têm o hábito de utilizar o cinto de segurança no banco traseiro de veículos de passeio ou em transportes coletivos. Em caso de acidentes, o equipamento é responsável por reduzir em 75% o risco de uma lesão grave.

Dentro do tema infraestrutura verde, em 2015, uma parceria com Universidade Estadual Paulista de Guaratinguetá (Unesp), foi realizado, um concurso para a apresentação de projetos para captação inteligente de água de chuva. Seis projetos foram apresentados, com participação de 30 alunos dos cursos Engenharia Mecânica e Elétrica. A ideia vencedora foi a proposta de um sistema de armazenamento de água de chuva que, além da aplicabilidade, permite a economia de 25 a 30% de água ao mês. O projeto está em fase de implantação piloto na praça de pedágio de Moreira César, distrito de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba.

A concessionária também realiza a captação da água de chuvas em várias unidades de trabalho para a lavagem dos veículos de sua frota, contribuindo para a economia de água, além de realizar ações internas para a economia de energia com seus colaboradores.

Em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), desde 2015, o programa realiza um estudo científico com o objetivo de analisar os hábitos dos participantes ao volante e, depois, orientá-los a seguir padrões de condução que proporcionam mais segurança ao motorista e menos impacto ao meio ambiente. Em primeira etapa prática do projeto, 60 colaboradores da concessionária participaram de testes práticos para a avaliação. Com início da segunda fase, outros 400 colaboradores participarão dos testes práticos.