Golpes na compra de caminhões

21/11/2018 às 2:35 - Atualizado em 28/11/2018 às 12:54

Muitas pessoas têm caído em golpes na compra de caminhões, principalmente pela internet.

Elas olham a foto do veículo que geralmente está com um preço bastante atrativo, recebem inclusive o laudo de vistoria e sem conferir a autenticidade do documento, acabam se convencendo de que trata-se de um veículo em boa condições de uso, sem saber ao certo todo o histórico de vida dele. Algumas chegam a transferir o dinheiro ao comprador e só a partir daí se dão conta de que foram enganadas.

Os golpistas geralmente utilizam caminhões roubados e fraudam toda a sua documentação, inclusive o laudo de vistoria, através de oficinas clandestinas.

“Para não cair no golpe, a melhor solução é sempre que for comprar um veículo, o comprador solicitar a autenticidade dos documentos. No caso do laudo de transferência, o comprador pode fazer a autenticação través do portal do Detran. Mas o mais indicado é que seja feita uma vistoria cautelar, que é o levantamento completo da vida daquele veículo. O serviço verifica os documentos do caminhão, histórico financeiro e pendências jurídicas. É um verdadeiro certificado de procedência do veículo. E também é possível checar a autenticidade deste documento, diretamente no site da empresa ou através do SAC”, explica Beto Reis, diretor da Super Visão.

 

A vistoria cautelar é imprescindível para não cair em truques. Além de indicar sinistros e se o veículo sofreu danos significativos em sua estrutura que possam até colocar em risco a vida do condutor e demais ocupantes, o serviço identifica restrições que impedem sua regularização, aponta para o histórico de furtos ou roubos e se o caminhão é oriundo de leilão. Longe de truques, a vistoria cautelar é a garantia da procedência do veículo e faz juízo ao seu valor.

Chassi, motor, câmbio, vidros e etiquetas de identificação, são alguns dos itens a serem avaliados pela vistoria, além de reparos em pontos estruturais, também podem acabar desvalorizando um veículo e são identificados com a contratação do serviço.

“A vistoria cautelar serve justamente para ajudar o cliente a avaliar o veículo e sua procedência e consequentemente a diminuir roubos e furtos. Ela funciona de maneira preventiva para quem deseja comprar um caminhão usado ou seminovo”, finaliza o diretor.