NOVA FASE

17/11/2016 às 2:01 - Atualizado em 24/11/2016 às 9:43

A SCANIA VEM MUDANDO O SEU MODO DE ATENDIMENTO NAS CONCESSIONÁRIAS, TORNANDO AINDA MAIS RÁPIDO E EFICIENTE

Amontadora está colocando em prática o processo global de serviços Scania. Para demonstrar como funciona, levou recentemente um grupo e jornalistas à revenda Codema, localizada em Guarulhos, SP. Na realidade, a rede de concessionárias Scania começou uma padronização global de serviços, que pretende ser encerrada até o próximo ano. A empresa busca ter a melhor rede de concessionárias e ser apontada como referência em serviços. A Scania há anos aposta no seu pós-venda eficiente, sobretudo, em um momento em que as revendas não podem sobreviver somente de vendas de caminhões novos.

Segundo Gustavo Andrade, gerente de Desenvolvimento da Rede de Concessionárias da Scania no Brasil, o processo global de serviços vai trazer uma série de benefícios concretos para os clientes. Entre eles, a redução de até 75% do tempo total do veículo parado na oficina. Com isso, a empresa reforça a questão do caminhão mais tempo disponível para o trabalho. Para tal, as concessionárias terão uma postura mais ativa, planejando antecipadamente a entrada do veículo na oficina, prevendo a utilização de peças, equipamentos e ferramental, além da definição também antecipada da equipe de mecânicos que irá realizar o serviço.

novafase3Esse processo é simples e pode ser comparado a um pré-agendamento de uma consulta para fazer um exame médico. Quando chega o dia do exame, o atendente já sabe quais serão os procedimentos e quais os materiais que serão usados no paciente. O resultado é rapidez no atendimento. Dessa mesma forma, funcionará o processo de atendimento para a manutenção em um veículo, tornando-o mais dinâmico e previsível. “O dono do caminhão já sabe o dia certo, o horário, quais peças serão trocadas, o pré-valor do orçamento e o tempo que durará para concluir o serviço”, reforça a ideia Gustavo Andrade. “Não podemos ficar esperando o cliente. O concessionário precisa ser proativo e conhecer antecipadamente as demandas de manutenção das frotas.

E quando o cliente chegar, tem que estar preparado para atender dentro do menor prazo possível com as peças em estoque, por exemplo,” diz Fábio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil.

Tudo isso é possível graças à conectividade que facilita o armazenamento e a troca de informações que são usadas na hora de um diagnóstico, por exemplo.

“Estamos vivendo um novo tempo para serviços. Eficiência e rapidez são fundamentais para ter uma rede adequada para o futuro. E o fundamental, cada vez mais, será o caminhão rodando e faturando”, comenta Fábio Souza. 

novafase4Para se ter uma ideia do potencial da rede Scania, hoje, emprega mais de 4700 profissionais em 122 casas pertencentes a 15 grupos econômicos, sendo um destes grupos, a própria Scania que administra, entre outras, de forma direta, as oito casas da Codema. A marca anuncia novos investimentos da ordem de aproximadamente R$ 70 milhões para o período de 2017-2019 que aumentará para 139 os pontos de atendimento.

Durante visita à Codema, Sérgio Mauro Pupo, diretor Executivo dessa concessionária, explicou que pelo menos 60% do faturamento da concessionária vem da venda de peças e serviços. “Este é um padrão que vale para toda a rede. Em nossas casas, a média de idade da frota que atendemos nas oficinas é de cinco anos”. Outra pratica feita na concessionária Scania é o check list, um serviço para que o cliente tenha seus veículos sempre em ordem e com a máxima disponibilidade evitando paradas imprevistas por quebra ou por falta de manutenção. O check list é realizado sempre que o veículo entra na oficina para manutenção, revisão ou reparo. É um procedimento para evitar custos maiores e perda de rentabilidade. “A prevenção é a melhor maneira de manter a saúde do Scania”, diz Gustavo Andrade.novafase2

GANHANDO ESPAÇO

O programa de manutenção Premium chegou a 26% de representação dentro do portfólio Scania. A venda do Premium também cresceu 11% em 2016, na comparação com o mesmo período de 2015. Um dos motivos desse implemento é que os clientes estão percebendo seu real benefício de aumentar a disponibilidade da frota e de transformar gasto fixo em variável.

O Premium permite ao cliente planejar melhor os gastos mensais, garantir o alto nível de especialização, qualidade de mão de obra da concessionária e usar peças originais, o que traz tranquilidade, segurança e maior durabilidade ao produto, além de garantir maior valor de revenda do veículo. No total, 30% dos veículos vendidos saem de fábrica com algum programa de manutenção. “A meta é chegar a 55% até 2022”, finaliza Fábio Souza.

 

Texto: Graziela Potenza