Movimento de paralisação

30/11/2016 às 2:40 - Atualizado em 06/12/2016 às 8:18

Movimento de paralisação

Diante da demora na tramitação e aprovação do Projeto de Lei 528, idealizado pelos deputados Assis do Couto (PDT/PR) e Celso Maldaner (PMDB/SC), o Movimento Independente União do TRC iniciou a convocação de todos os caminhoneiros, autônomos ou não a aderirem o protesto iniciado no dia 19, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília.

Até o momento, três trechos de duas rodovias de Mato Grosso são alvos de protesto de caminhoneiros, nesta quarta-feira (30). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Concessionária Rota do Oeste, que administra a rodovia, informa que existe bloqueios no km 593 da BR-163 em Nova Mutum, a 269 km Cuiabá, e também no km 614 da BR-364, em Diamantino, a 209 km de Cuiabá. O terceiro bloqueio ocorre no km 821 da BR-163, em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

De acordo com a PRF, eles reivindicavam a aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que envolve questões da categoria. A Rota do Oeste informou que os caminhoneiros interditam a BR-163 no km 593, no perímetro urbano de Nova Mutum, desde as 7h16.

A PRF informou que o segundo bloqueio ocorre na região de Novo Diamantino, perto da base da Polícia Rodoviária. Nesse segundo trecho, há congestionamento de 3 km. Os manifestantes liberam a passagem de ônibus, ambulâncias, veículos de passeio e veículos com cargas perecíveis.