Saúde em dia

25/10/2017 às 12:18 - Atualizado em 25/10/2017 às 12:18

O Maxilabor Diagnósticos trouxe sua equipe para informar e orientar sobre o exame toxicológico.

Entre tantas ações de conscientização para melhorar as viagens deste profissional foi apresentada a importância do exame toxicológico, obrigatório para motoristas com carteira de habilitação categorias C, D e E.
O estande foi cuidadosamente pensado para receber os visitantes caminhoneiros, empresários, transportadores e profissionais de logística, que participaram de palestras esclarecedoras sobre o tema, além de sorteios de exames toxicológicos e outros brindes.

Segundo o médico Dr. Anthony Wong, o Maxilabor é considerado um Centro de Referência Internacional em análises toxicológicas, pois atende todos os requisitos exigidos em normas técnicas nacionais e internacionais, apresentando um Sistema de Gestão que tem por base o atendimento e manutenção dos critérios para acreditação, estabelecidos pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) em conformidade com a Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025: 2005.

“Foi o primeiro laboratório deste segmento a obter a ISO/IEC 17025 (CRL 0270) e devido a excelência dos seus serviços, os seus laudos são aceitos no exterior, pois a CGCRE/Inmetro mantém acordos de reconhecimento mútuo com 58 organismos de acreditação de 46 países”, explica Wong.

Dr. Anthony Wong salienta que a preocupação é sempre voltada à segurança e à saúde. Infelizmente, as drogas estão ganhando espaço na nossa sociedade e a melhor forma é a medicina preventiva. “O grande orgulho é que estamos participando desse evento onde tem grande concentração de caminhoneiros. O Maxilabor está aqui para ajudá-los. O exame toxicológico não pode ser visto como um teste para punir e sim como uma forma de adotar medidas de saúde. Se o diagnóstico deu positivo, é importante indicar o tratamento adequado para essa pessoa com intuito que se recupere e saia dessa situação”.

O Maxilabor teve início de atividades em 2000 e, atualmente, atende empresas em vários segmentos de atuação, instituições e especialistas da área de tratamento da dependência de drogas.
Seus diretores são pioneiros na implantação de Programas Corporativos – Controle do Uso Indevido de Drogas (CUIDE) no Brasil. Sua equipe técnica é constituída por doutores e mestres em medicina, farmácia-bioquímica, toxicologia e análises toxicológicas.