Surpreenda com as novidades MB

28/06/2016 às 3:34 - Atualizado em 23/08/2016 às 11:44

Com a política de continuar investindo no Brasil, a empresa apresentou a sua linha de veículos 2016.

A Mercedes-Benz está completando 60 anos de Brasil e ao longo desse período sempre apostou no mercado brasileiro de caminhões. Prova mais recente é a sua moderna linha de veículos 2016 que foi apresentada em um grande evento realizado na fábrica de São Bernardo do Campo, São Paulo, e contou com a presença de Stefan Buchner, presidente Mundial da Mercedes-Benz Trucks.

Buchner destacou que a Mercedes-Benz segue confiante no mercado nacional, investindo na fábrica e renovando a linha de produtos. “Estamos convencidos que o mercado irá reagir e quando isso acontecer estaremos preparados para atender à demanda”.

Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz e CEO para América Latina, ressaltou que a empresa já viveu altos e baixos do mercado nacional, mas nós sabemos do seu grande potencial e que voltará a crescer. Quanto à linha 2016 de veículos, está muito satisfeito, porque “as estradas falam e a Mercedes-Benz ouviu o que os clientes precisavam”.

Um bom exemplo é a família de caminhões Accelo Mercedes-Benz. Ela cresceu e está ganhando mais força e capacidade de carga. Além dos já conhecidos modelos 815 e 1016, do segmento de leves, chega ao mercado o novo Accelo 1316 6×2, com terceiro eixo e suspensor originais de fábrica, veículo de 13 toneladas de PBT (peso bruto total) que se enquadra no segmento de médios.

“Reunimos nesse inédito veículo o melhor de dois conceitos. Juntamos a prática cabina e as dimensões compactas do caminhão leve Accelo com a plataforma e a capacidade de carga de um médio”, ressalta Roberto Leoncini, vice-Presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda de Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

O novo membro da família Accelo tem sua configuração baseada no modelo 1016, ganhando então o terceiro eixo com suspensor original de fábrica, alcançando assim o PBT de 13.000 kg.

O terceiro eixo, da fabricante Suspensys, destaca-se pela alta resistência e grande robustez. O fato de já vir montado de fábrica evita gastos e tempo com a instalação de um eixo de apoio no veículo. Além disso, o Accelo 1316 possui um sistema de freios equilibrado, já projetado para a aplicação 6×2. Complementando os benefícios ao cliente, os eixos traseiros também têm garantia Mercedes-Benz de 1 ano, sem limite de quilometragem.

Disponível com duas distâncias de entreeixos (3.700 e 4.400 mm), o Accelo 1316 6×2 permite a montagem de carroçarias de até 8 metros, a maior do mercado, inclusive quando comparada com um caminhão médio.

O Accelo 1316 6×2 chega ao mercado oferecendo uma série de vantagens em relação a um caminhão médio.  Com 8.720 kg de carga útil+equipamento (entreeixos de 3.700 mm) e 8.620 kg (entreeixos de 4.400 mm), chega a levar até 800 kg a mais do que um caminhão médio da concorrência.

 

Outro grande destaque do Accelo 1316 6×2 é a dimensão de sua plataforma de carga: 7 metros (entreeixos de 3.700 mm) ou 8 metros (entreeixos de 4.400 mm). Em alguns casos isso significa até 1 metro a mais de comprimento para acomodação da carga em comparação com um caminhão médio tradicional, assegurando alta produtividade no transporte e maior rentabilidade para o cliente.

O Accelo 1316 6×2 oferece uma plataforma de carga baixa, até 200 mm menor na comparação com um veículo médio. Isso facilita e agiliza notavelmente as operações de carga e descarga de mercadorias, com o motorista e o ajudante realizando o trabalho de forma mais rápida, cômoda e segura.

O novo membro da família Accelo vem equipado com o potente motor Mercedes-Benz OM 924 LA, com tecnologia BlueTec 5, de alta capacidade volumétrica (4,8 litros), mais potente da categoria. Extremamente durável e superdimensionado para o segmento, o OM 924 LA é utilizado em caminhões Mercedes-Benz de até 17 toneladas, este motor oferece uma potência de 156 cv a 2.200 rpm e um torque máximo de 610 Nm entre 1.200 e 1.600 rpm, também o maior da categoria.

Actros

Com o lançamento do cavalo-mecânico Actros 2651 6×4 de 510 cv de potência, a Mercedes-Benz apresenta ao mercado a nova linha de seus caminhões extrapesados rodoviários top de linha no Brasil. Além do inédito membro da família, os já conhecidos Actros 2646 6×4 e Actros 2546 6×2 ganham novo design e diversos itens de avançada tecnologia, oferecendo ao cliente um nível ainda mais elevado de qualidade, conforto e segurança.

Ao introduzir no País o motor OM 460 LA de 510 cv, o Actros 2651 6×4 passa a ser o veículo mais potente produzido pela Mercedes-Benz do Brasil.

“O Actros está cada vez mais preparado para as características das estradas brasileiras e para o nosso perfil de transporte, consolidando-se como um versátil ‘mix road’ para operações nos mais diversos tipos de estrada, tanto asfaltadas, quanto de terra ou outro tipo de pavimento”, diz Roberto Leoncini, vice-Presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda de Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Importante novidade do novo Actros rodoviário é a introdução, no País, do motor OM 460 LA de 13 litros de 6 cilindros em linha. O desenvolvimento para o mercado brasileiro culminou numa potência de 510 cv a 1.900 rpm, com torque máximo de 2.400 Nm a 1.100 rpm. Após ensaios em bancos de prova e testes no veículo, este motor, combinado com outras melhorias no caminhão, viabilizou uma redução de consumo de até 5%.

A família Actros é oferecida em quatro versões de cabinas: Curta (para o basculante fora de estrada), Leito Teto Baixo, Leito Teto Alto e Megaspace, dando várias opções de escolha aos clientes e atendendo a necessidades específicas de cada atividade de transporte.

A Mercedes-Benz tem mais novidade para a nova linha de caminhões Actros rodoviários. As versões com tração 6×4 (2651 e 2646) também passam a ser oferecidas com suspensão metálica, além da já conhecida suspensão a ar.

A suspensão metálica, amplamente testada e aprovada por sua longa durabilidade, estará disponível na versão de entreeixos de 3.600 mm, para aplicações com PBTC até 74 toneladas, tendo foco em conforto e economia.

A suspensão pneumática segue então aplicável aos modelos Actros 6×2 e 6×4, com entreeixos de 3.300 mm.

Os caminhões Actros com suspensão metálica trazem mais uma importante novidade. Esta configuração do veículo permite uma capacidade total de até 1.080 litros (um tanque de combustível de 780 litros + um tanque adicional de 300 litros). Na versão com suspensão pneumática, a capacidade varia de 650 litros (um tanque) ou 890 litros (um tanque de 650 litros + um tanque adicional de 240 litros).

O Actros rodoviário, oferecido agora nas versões 2651 6×4, 2646 6×4 e 2546 6×2, é um dos caminhões mais completos do mercado brasileiro, com amplo pacote de itens de avançada tecnologia. Na versão Megaspace Segurança, apresenta uma série de componentes exclusivos, como o sistema de orientação de faixa de rolagem, controle de proximidade, assistente ativo de frenagem e retarder.

Os cavalos- mecânicos Actros 2546 6×2 e 2646 6×4, indicados para transporte rodoviário de carga, são equipados com motor de 456 cv de potência. A eles junta-se o Actros 2651 6×4 com 510 cv. Já a força do basculante Actros 4844 8×4 nas severas aplicações fora-de-estrada vem do motor de 435 cv.

Indicados para o transporte rodoviário de longas distâncias, os cavalos-mecânicos Actros 2546 6×2, 2646 6×4 e 2651 6×4 permitem a utilização de diversos semirreboques, como graneleiros, carga seca aberta, furgão, sider, tanques de líquidos e gases, porta-conteiner e outros. Também são utilizados para tracionar muticomposições, como bitrem, bitrenzão e rodotrem.

O Actros basculante 4844 K 8×4 é um caminhão indicado para as severas operações fora de estrada, como na mineração, construção pesada e grandes obras de infraestrutura.

O portfólio de extrapesados Actros no Brasil inclui ainda o Actros 4160 8×8 SLT, para operações especiais e transporte de cargas indivisíveis, caminhão produzido na Alemanha.

Axor

 

Os aprimoramentos da linha Axor começam pelo incremento de torque do motor OM 457 LA de 440 cv de potência, disponível para modelos on-road e off-road. Agora, o torque chega a 2.200 Nm a 1.100 rpm, o que significa 50 Nm a mais em relação à versão anterior. Com isso, o caminhão ganha mais força e melhor desempenho, vantagens especialmente importantes nas arrancadas, aclives e retomadas de velocidade.

Os caminhões rodoviários da família Axor passam a receber, a partir do primeiro trimestre de 2016, uma nova geração de tanques de combustível. Produzidos em alumínio, eles são mais leves e oferecem maiores capacidades, aumentando a carga útil e propiciando uma maior autonomia ao veículo, vantagem essencial para as viagens de longo percurso.

Nos modelos Axor com suspensão metálica ou pneumática e entreeixos de 3.600 mm, a configuração do veículo permite uma capacidade total de até 1.080 litros (um tanque de 780 litros + um tanque adicional opcional de 300 litros).

Na versão 6×2 com entreeixos de 3.100 mm a capacidade chega a 650 litros, tornando-se o modelo ideal para aplicação de cegonheiros e transporte de cargas frigorificadas de longa distância.

A Mercedes-Benz apresenta mais uma grande novidade para sua linha de extrapesados. Os caminhões Axor off-road com motor OM 457 passam a ser equipados excepcionalmente com o câmbio totalmente automatizado PowerShift. Consagrado por seu excelente desempenho no segmento rodoviário, ele será utilizado agora também nas severas operações fora de estrada, ampliando as vantagens para o cliente.

Atego

Consagrada no mercado por sua versatilidade de aplicação, a linha de caminhões médios e semipesados Atego da Mercedes-Benz passa a oferecer ainda mais opções para os clientes. Os modelos Atego 3030 e 3026 chegam ao mercado e são os primeiros veículos da marca a sair de fábrica já na configuração 8×2.

A estreia da Mercedes-Benz no segmento 8×2 com veículos próprios é o carro-chefe de vários lançamentos e novidades da linha Atego que a marca apresenta ao mercado. Destaque para o novo Atego 2730 6×4 para a construção civil e as severas operações fora de estrada, a opção de câmbio automático para o Atego 1729 coletor de lixo e os novos quadros de chassi, muito mais robustos e resistentes, para toda a linha de caminhões Atego 4×2, 6×2 e 8×2.

 

A linha de semipesados Mercedes-Benz ganha então os seus primeiros caminhões 8×2 com 4 eixos originais de fábrica, o que significa que o cliente conta com a garantia total da Mercedes-Benz sobre o veículo.

Com opções de entreeixos de 4.800 e 5.400 mm, os modelos Atego 3030 e 3026 têm capacidade para um peso bruto total – PBT de 30 toneladas, permitindo aumentar em até quase 5 toneladas a carga útil do veículo. Eles são os veículos mais leves da categoria, transportando até 500 kg a mais que seus concorrentes.

Vito

Com PBT de 3.050 kg, o Vito chega ao mercado nos modelos furgão para transporte de cargas (Vito 111 CDI turbo diesel) e van de passageiros (Vito Tourer 119 turbo flex). Com a apresentação do Vito, a Mercedes-Benz amplia ainda mais a oferta de veículos comerciais leves no Brasil, mercado já atendido com a linha Sprinter no segmento de large vans (3.500 a 5.000 kg de PBT).

 

Fique por dentro de todas as novidades da Revista Caminhoneiro!