Fábrica da Ford encerra produção de caminhões no Brasil

21/02/2019 às 6:23 - Atualizado em 15/04/2019 às 10:10

Nesta terça-feira, foi anunciado que a fábrica da Ford, localizada em São Bernardo do Campo, teria suas atividades encerradas e a montadora sairia do mercado de caminhões na América do Sul.

Em nota divulgada pela marca, a decisão visa tornar mais sustentável a saúde financeira da Ford na América do Sul. Segundo o comunicado, a atitude extrema veio depois de diversas tentativas e alternativas, que vão desde diversas parcerias até à venda da operação.

Modelos que deixarão de ser produzidos

Com o fim das atividades da fábrica em São Bernardo dos Campos, a Ford deixará de vender caminhões para a América do Sul. Veja os modelos que devem ter sua comercialização encerrada assim que terminarem os estoques:

  • Ford Cargo;
  • F-4000,
  • F-350.

Além deles, a montadora deixará de comercializar os carros do modelo Fiesta, que também eram fabricados na fábrica de São Bernardo do Campo.

Apesar de tal medida, a Ford vê na América do Sul um mercado importante e acreditar que será possível melhorar os serviços oferecidos pela marca. “A Ford está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”, garante o presidente da marca no continente, Lyle Watters.

Outras atitudes tomadas pela Ford

Para viabilizar as atividades e enfrentar os custos com itens regulatórios, a Ford entende que foi necessário tomar algumas atitudes. Além de encerrar as atividades em São Bernardo do Campo, a marca anunciou:

  • diminuição de 20% dos gastos operacionais e com a estrutura administrativa da marca na América do Sul;
  • concentração dos esforços na produção de picapes e SUVs,
  • expansão dos acordos e parcerias da Ford;

A Ford vai fazer falta

Com tantos caminhões que foram verdadeiros sucessos, é muito triste ver a fábrica da Ford fechar. Apesar disso, a marca enxerga que será possível ampliar os horizontes e oferecer serviços ainda melhores para seus clientes.

E para manter os valores da marca, a Ford afirma que “manterá apoio integral aos consumidores no que se refere a garantias, peças e assistência técnica”. Essa é uma atitude que demonstra preocupação e cuidado com os que confiaram na marca e compraram um veículo da montadora.

Ford e governo de São Paulo tentam vender fábrica

Para resolver a situação da melhor forma possível, a Ford se reuniu hoje (21) com o governador de São Paulo, João Dória. A marca lamentou a medida, mas ressaltou que busca uma solução viável para manter todos os empregos da fábrica em São Bernardo do Campo.

A solução costurada pelas duas partes é vender o parque industrial para uma empresa nacional ou internacional, desde que essa seja capaz de “preservar o parque fabril e os empregos que ali existem”, disse o governador do estado.

Essa busca por um comprador deve percorrer o ano de 2019. Independentemente de qualquer coisa, muitas coisas ainda devem acontecer sobre esse caso. Qualquer nova notícia sobre a possível venda dessa fábrica da Ford será noticiada aqui, fique atento!